*

Notícias @pt

I concurso Ibero-americano de contos sobre a deficiência

alt="concurso Ibero-americano"

 

A Rede Ibero-americana de Entidades de Pessoas com Deficiência Física (La Red) lança o I concurso Ibero-americano de Contos sobre a Deficiência, a fim de sensibilizar a população e quebrar o estereótipo de pessoas com deficiência, apresentada como super-heróis ou seres especiais que merecem pena e piedade.

Este I Concurso Ibero-americano de Contos sobre a Deficiência enquadra-se no projeto internacional “A deficiência desde a abordagem baseada nos direitos: consolidando o trabalho em rede na América Latina e no Caribe”, conduzido pela La Red e a COCEMFE com financiamento da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento e a Fundação Once.

Podem participar neste evento todas as pessoas dos seguintes países desde que sejam maiores de 18 anos: Argentina, Colômbia, Cuba, Equador, El Salvador, Espanha, Honduras, México, Nicarágua, Paraguai, Peru e República Dominicana. Além disso, de acordo com as bases, os contos devem ser apresentados em espanhol, têm que ser originais e inéditos e não poderão ter sido apresentados em outro concurso.

Por outro lado, a única temática é a deficiência, procurando quebrar os diferentes estereótipos em que se encaixam as pessoas deste grupo.

As categorias são as seguintes: categoria Amadora, pessoas que gostam de escrever com algum conhecimento da área mesmo; e a categoria Profissional, as pessoas que geralmente praticam a atividade da escrita.

O prazo limite para a receção dos contos originais será 7 de setembro de 2015, e o prazo máximo de resolução do procedimento será 30 de outubro de 2015. A decisão será lançada através do site La Red www.larediberoamericana.com.  A decisão será comunicada pessoalmente aos vencedores.

Os prémios serão:

Categoria Profissional:

1º Prémio:

– Gravação do relato em “áudio livro” acessível e publicação no site La Red.

– Edição digital do conto com ilustrações.

2º Prémio:

– Gravação da história em “áudio livro” acessível e publicação no site La Red.

Categoria Amadora:

1º Prémio:

– Gravação da história em “áudio livro” acessível e publicação no site La Red

– Edição digital do conto com ilustrações.

2º Prémio:

– Gravação da história em “áudio livro” acessível e publicação no site La Red.

Consulta aqui as regras do concurso.

Fonte de informação: http://www.larediberoamericana.com/?p=4240

III Congresso Internacional sobre deficiência

alt="Congresso Internacional"

O III Congresso Internacional sobre Deficiência vai realizar-se no Centro de Convenções Gala de Resistência (Argentina) de 19 a 21 de agosto de 2015. Com esta nova edição, fica já consolidado este evento que promove o IPRODICH.

O objetivo desta conferência é gerar uma linha de pensamento que pretende expandir a visão para os aspetos epistemológicos que funcionam, tentando processos para melhorar e construir um verdadeiro discurso da diversidade. Em suma, os objetivos desta reunião definiram-se em três palavras: debater, gerar e unificar.

Sob o lema “Políticas de Inclusão para a Diversidade”, o III Congresso Internacional sobre a Deficiência já tem confirmada a presença de 2.300 inscritos e 36 oradores, entre eles: Verónica Violant (Universidade de Barcelona), Dra. Blanca Estela Zardel (Universidad Nacional Autónoma de México), Silvia Bersanelli (CONADIS) e Andrea Aznar (Fundação Itineris).

Durante as três jornadas do Congresso haverá sessões plenárias, debates, mesas redondas, exposições culturais, stands informativos, entre outras atividades.

ProEdu: Programa de apoio à educação inclusiva das pessoas com deficiência

alt="proedu"

A Fundação ProIntegra lançou recentemente o programa “ProEdu”, que irá fornecer apoio personalizado aos professores que tenham pessoas com deficiência nas suas aulas.

Como salientou Mercedes Viola, diretora da Fundação ProIntegra, na Rádio Uruguai, este programa de apoio à educação inclusiva das pessoas com deficiência surge devido à “falta de ferramentas” que existe nas diferentes instituições e que “preocupa e prejudica o acesso à educação de pessoas com deficiência”. O apoio será realizado por um técnico que também irá estabelecer uma ligação com outros profissionais, que eventualmente trabalhem no caso fora da instituição educativa.

“A falta de ferramentas que existe nas diferentes instituições é algo que preocupa e prejudica o acesso à educação de pessoas com deficiência”

Em última análise, a missão deste programa de apoio à educação inclusiva das pessoas com deficiência é “fornecer estratégias que mediem entre a criança, a sua deficiência e o mundo e promovam os mais elevados níveis de autonomia que permitam uma inserção plena, de qualidade, em todos os âmbitos além de mediar os processos de integração do grupo com os colegas em situação curricular e extracurricular, apontando para o desenvolvimento dos valores de aceitação, de solidariedade e de compreensão do colega com deficiência.

O projeto tem o apoio da Federação de Autismo do Uruguai, d Associação de Síndrome de Down de Salto,d a Associação Down de Durazno e a Associação Down de Maldonado.

Se queres ouvir o áudio completo Clica Aqui.

SECITI e COPRED organizaram o seminário internacional “Cidade inclusiva, um espaço para a igualdade de tratamento”

alt="seminário"

A Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação (SECITI) e o Conselho para Prevenir e Eliminar a Discriminação (COPRED) organizam o seminário internacional “Cidade Inclusiva, um espaço para a igualdade de tratamento”, que terá lugar de 21 a 23 de julho de 2015 no Clube de Jornalistas da cidade do México.

Durante o seminário internacional serão aprofundados os temas: Direitos das Mulheres e da igualdade de Género, Inclusão de Pessoas com Deficiência, Visibilidade da População LGBTTTI, Diversidade Cultural, Igualdade e não Discriminação.

O seminário contará com a participação de oradores nacionais e internacionais de países como a Bolívia, Cuba, Colômbia e México. Conferências e workshops sobre o direito à igualdade e à não-discriminação com perspetiva de género estarão focados a melhorar as capacidades de gestão, direção e tomada de decisão dos funcionários públicos, assim como do público em geral interessado nestas questões.

No primeiro dia de trabalhos, será abordado o tema: “Avanços e desafios do reconhecimento dos direitos humanos”, que inclui palestras lideradas por Pablo Yanes Rizo, chefe da unidade de Desenvolvimento Social da CEPAL; Sandra Serrano, Professora investigadora da Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais (FLACSO) México, e Santiago Corcuera Cabezut, coordenador do Mestrado em Direitos Humanos na Universidad Iberoamericana.

“As conferências e workshops sobre o direito à igualdade e à não-discriminação com perspetiva de género estarão focadas em melhorar as capacidades de gestão, direção e tomada de decisões de funcionários públicos”

O segundo dia incide sobre o tema dos Direitos da População LGBTTTI. Os oradores serão Déborah Skenassy, da Santamaria Foundation, da Colômbia; Héctor Salinas, Professor e investigador da UACM e Francisco Robledo, especialista em marketing internacional. Além disso, durante os dois primeiros dias do seminário vão realizar-se workshops simultâneos dirigidos aos setores público e privado.

No terceiro dia de trabalhos os temas a abordar são: “Reconhecimento dos Direitos e Empoderamento das Mulheres e a Inclusão das Pessoas com Deficiência”. As apresentações serão conduzidas pelo Sarela Paz, Doutorada em antropologia, da Bolívia; Lourdes Fernández, doutora em Ciências Psicológicas, de Cuba e a Dr. Catalina Forgach  Stern, da Universidade Nacional Autónoma do México (UNAM). Finalmente, o tópico “Estratégias de Inclusão para as Pessoas com Deficiência”, terá como oradores Taide Buenfil, coordenadora do Mestrado em Responsabilidade Social, da Universidade Anáhuac ,e como convidados especiais Maricruz Martínez, da Fundação Centro Histórico e Emma Albaladejo, da INDRA México.

Indra e UTEL assinam acordo para beneficiar pessoas com deficiência no México

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
A Indra e a Universidad Tecnológica Latinoamericana en Línea (UTEL) da Cidade do México assinaram um acordo de colaboração para facilitar o acesso às ferramentas tecnológicas para pessoas com deficiência.

A empresa vai facilitar o acesso às ferramentas Headmouse e Virtualkeyboard para permitir descarrega-las gratuitamente através de um link na página web da Universidade.

Ambas as ferramentas, permitem que pessoas com mobilidade reduzida controlem o rato e o teclado de um computador através de uma webcam e dos movimentos da cara e da cabeça. O funcionamento do dispositivo baseia-se no uso de uma câmara de baixo custo para captar o movimento da cabeça do utilizador à frente do ecrã.

Tanto a HeadMouse, como a Virtualkeyboard, foram desenvolvidas no âmbito da Cátedra Indra-Fundação Adecco com a Universidad de Lleida, em Espanha para a investigação de tecnologias acessíveis como parte da estratégia de responsabilidade corporativa da empresa. As tecnologias acessíveis visam desenvolver soluções e serviços inovadores que facilitem o acesso à tecnologia e à integração social e profissional das pessoas com deficiência.

Por outro lado, a UTEL no esforço para promover o desenvolvimento ideal de todos os seus alunos, encaminha os seus serviços com uma visão inclusiva, na qual os alunos com deficiência podem explorar os seus talentos e contar com uma igualdade de oportunidades que os ajude a integrar a sociedade e o mundo do trabalho com sucesso.

“Gracias a esta alianza con Indra, nuestros alumnos con discapacidad podrán explotar de una mejor forma sus talentos”

“Graças a esta aliança com  a Indra, os nossos alunos com deficiência podem explorar melhor os seus talentos”

No âmbito da assinatura do presente acordo, Hernán Moyano, vice-reitor institucional da UTEL, comentou: “a missão da Universidade é melhorar a vida das pessoas através da educação, e parte dela é proporcionar-lhes as ferramentas necessárias para impulsionar o desenvolvimento pessoal e profissional”. “Graças a esta aliança com a Indra, os nossos alunos com deficiência podem explorar melhor os seus talentos. Queremos atender a essa demanda educativa, gerando conhecimento para cenários de inclusão mediados com tecnologia, “acrescentou.

No âmbito de um modelo de inovação aberta, a Indra colabora com mais de 250 instituições de conhecimento através de acordos com mais de 180 universidades e centros de investigação, 68 deles a nível internacional, e conta atualmente com 25 Cátedras Universitárias, três deles fora de Espanha, mais concretamente no México, Argentina e Brasil.

A tecnologia é eficaz e útil para a sociedade na medida em que pode ser facilmente utilizada por todos. A Indra e a Universidade UTEL querem contribuir para atingir este objetivo, fomentando a investigação e o desenvolvimento de projetos com uma finalidade social: tornar a tecnologia acessível a todos.

‘UISMaps’: uma aplicação criada por estudantes para se situar na Universidad Industrial de Santander, na Colômbia

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Alguns alunos de engenharia de sistemas da Universidad Industrial de Santander (UIS), Marcelo Reyes Correa e Jefrey Alejandro Sanabria, são os criadores do ‘UISMaps’, uma aplicação que situa o utilizador no interior do campus da Universidade.

A aplicação é intuitiva e tem um mapa interativo do campus com as funções dos sistemas de informação geográfica.

“Estamos muito satisfeitos com o desenvolvimento deste projeto, é muito gratificante usar os nossos conhecimentos para ajudar as pessoas com deficiência. Este é um pequeno passo para todos começarmos a pensar em soluções que envolvem este grupo em nossa Universidade”, comentaram os estudantes.

Para ver o conteúdo original clique AQUI.

Senadis financia projectos inclusivos no Chile

chilee
O Serviço Nacional de Deficiência (Senadis), através do Fundo Nacional dos Projectos Inclusivos 2015 (Fonapi), pretende financiar projetos que promovam os direitos das pessoas com deficiência, apoiem a sua autonomia e independência e melhorem a sua qualidade de vida.

O Senadis vai destinar 1,13 milhões de pesos para o financiamento de projetos inclusivos nas áreas de acesso à justiça, cultura, desporto, inclusão laboral, promoção de direitos e comunicações, saúde, emergências e desastres naturais e tecnologias para a inclusão. Registo terá lugar de 15 de junho de sexta-feira, 26 de junho de 2015 através DESTA página web.

“Queremos apoiar iniciativas que contribuam para a inclusão social das pessoas com deficiência no nosso país,” disse o diretor nacional de Senadis, Mauro Tamayo.

Por outro lado, o Fonapi vai incorporar uma subárea de emergências e desastres naturais e a linha dos direitos sexuais e reprodutivos das pessoas com deficiência, dentro da área de saúde. Esta instituição está à disposição de entidades públicas ou privadas, sem fins lucrativos, cuja validade jurídica superior a um ano.

Um novo acordo entre Senadis e a UTAL vai beneficiar 200 pessoas com deficiência auditiva no Chile

chile_sordos
O Serviço Nacional de Deficiência (Senadis) e a Universidad de Talca (UTAL), fizeram um novo acordo que vai beneficiar os 200 alunos da região do Maule com elevada deficiência auditiva e com grande dependência.

O projeto visa contribuir para a inclusão das pessoas com deficiência com elevada dependência. Estas pessoas receberão cuidados domiciliários, dada a dificuldade de transporte para os diversos centros de cuidados de saúde.

A iniciativa consiste na compra de três audiómetros portáteis e de equipas que irão enumerar as alterações de audição nos examinados. Isto permitirá aos profissionais avaliar e cuidar de pessoas pertencentes a Linares, Vichuquén, Curepto e Licantén, localidades pertencentes à região do Maule, no Chile. Nesta região 7,3% das pessoas tem algum tipo de deficiência auditiva, superando a média nacional, que é de 6,5%.

“Este convenio beneficiará a personas, que por su condición de pobreza, tienen inconvenientes para llegar hasta donde están los servicios”, Gricelda Gómez.

“Este acordo irá beneficiar as pessoas que pela sua condição de pobreza, têm dificuldade para chegar até onde estes serviços se encontram”, Gricelda Gómez.

A iniciativa será financiada através do programa Reforço da Rede de Reabilitação do Senadis que conseguiu um investimento de 11,8 milhões de dólares.

“Este acordo irá beneficiar pessoas que, pela sua condição de pobreza, ruralidade ou problemas de deslocação de áreas remotas da região para as cidades maiores, têm inconvenientes para chegar até onde estão os serviços públicos,” assegurou a diretora do Senadis, Gricelda Gómez.

À cerimónia assistiram a subsecretária de Avaliação Social do Ministério do Desenvolvimento Social, Heidi Berner; o diretor do seremi na região do Maule, José Ramón Letelier; a diretora do Senadis, Gricelda Gómez; o diretor da FOSIS no Maule, Gonzalo Uribe e o diretor da Escola de Fonoaudiologia da UTAL, Exequiel Plaza, entre outros.

A Universidade Santa Paula, casa da arte inclusiva. Costa Rica

costa rica

Criar um espaço que promova o desenvolvimento cultural, contribuindo para a construção social e a afirmação dos valores que tornam possível a convivência, são os principais objectivos do Centro Cultural da Universidad Santa PaulaNeste contexto, destaca-se o seu novo projeto, um programa que visa promover o apreço pelas diferentes expressões artísticas do país.

Mais do que ser um ponto de encontro de diferentes expressões artísticas, o projeto é concebido como um espaço para a inclusão das pessoas com deficiência.

A iniciativa liderada pela reitora da Universidad Santa Paula, Rocío Valverde e Oscar López Salaberry chegará na próxima quinta-feira, 28 de maio de 2015 às instalações do centro educacional, localizado em Curridabat, na Costa Rica.

O projeto contará com a presença do artista Rosibel Pereira; do músico Adrián Goizueta e do diretor da Escola de Terapia Ocupacional da Universidade Santa Paula, Erick Valdelomar, entre outros. O ato será complementado com uma palestra sobre a Convenção Internacional dos Direitos das Pessoas com Deficiência, pelo Presidente da Associação Nacional campanha 7600, José Rafael Araya.

Estudantes universitários com deficiência recebem computadores para melhorar a aprendizagem. Chile

chile

A fim de reforçar a inclusão de alunos com deficiência no ensino superior, o Serviço Nacional de Deficiência, Senadis e Desenvolvimento Social, entregou dois computadores a estudantes da Universidad Austral de Chile e da Universidad de Magallanes.

Esta iniciativa faz parte do trabalho desenvolvido pelo Ministério do Desenvolvimento Social através do Senadis, promovendo iniciativas inclusivas como o concurso nacional de projetos de Inclusão Social, convocatória do Ensino Superior.

“Eu sempre pensei que era eu que tinha que me adaptar ao meu ambiente”

O primeiro computador com impressora foi entregue a uma estudante com deficiência visual de Educação Pré-escolar da Universidad de Magallanes, Fanny Valenzuela. “Ao longo da minha vida de estudante, sempre pensei que, com a minha situação de incapacidade, era eu que tinha que me adequar ao meu ambiente e às situações diárias de estudo. Agora, com este computador, tudo será mais fácil e poderei ter autonomia no meu estudo, sobretudo com a leitura que é o que mais me custava a fazer”, comentou a estudante.

Outro dos alunos beneficiados foi Mauricio Muñoz, um estudante de Construção e Obras Civis da Universidad Austral do Chile. O jovem recebeu das mãos do Secretário do Ministério do Desenvolvimento Social um computador que lhe facilitará a realização os seus trabalhos escolares.

Durante a cerimónia, Maurício expressou a sua gratidão. “A incorporação desta ferramenta é muito importante e é muito valorizada por mim, pois vou poder utilizá-la nas aulas para transcrever tudo.” Perante a minha deficiência que não me permite escrever tão rápido, o computador vai fazer este tipo de trabalho. Vai ser como as minhas mãos”, disse ele.

Online Shopping in BangladeshCheap Hotels in Bangladesh